segunda-feira, 25 de junho de 2007

A internet é o único vício que acompanha a minha vida adulta, mesmo com cansaço, estresses e etc.O caso é que ando tão afastada de palavras bonitas que às vezes fico com medo de virar um ser só razão .Ainda não li as poesias completas do Drummond que eu tanto sonhei , comprei com meu primeiro emprego , Dez horas ralando , pena que saí antes das parcelas acabarem e minha mãe terminou de pagar. O fato é que ando afastada de prazeres , estou vivendo pelo prazer do dever(?) , e nem reclamo disso , pois tô bem feliz .Só não gostaria de parar de escrever , de ler sem objetivos .Essas coisas sem obrigação.
Lembro da época em que fugia do curso para olhar os livros no Centro do Rio , o momento não foi dos melhores profissionalmente falando ,só que gostaria mto de ter tempo para tudo.Um pouquinho de equilíbrio e organização , palavras tão racionais , enfim é a vida adulta que invadiu -me.
Meu coração continua revestido de lirismo e há dias em que me dá vontade de falar de amor , de tudo que me inunda de sentimentos e vontade de parar tudo com sorriso no rosto. Hoje recebi um e-mail que me fez ficar encantada .E como é bom !

"eu aprendi a amar teu jeito, tuas nóias, tua benevolência, tua pureza. eu amo você pela pessoa que é, por toda essa vontade que tem em ser uma pessoa melhor, em ter um futuro mais estável. toda essa força que vc acha que não tem, mas eu sei que tem. é isso. eu te amo.é só por isso.
estou aprendendo com tua urgência.. quero que aprenda com minha calma. quero trocar com vc as experiências. quero ser pra você o que vc tem sido pra mim.
tudo!"

Um comentário:

Rômulo disse...

É assim mesmo..A vida nos leva para caminhos diversos, mas precisamos ter otimismo para agüentar o que o acaso nos reserva. Enfim, tempo, ocupação, prazer, tudo é apenas relativo quando somos capazes de revolucionar o que há em nós mesmos.

um abraço